SOPHIA DE MELLO BREYNER ANDRESEN / GRAÇA MORAIS - "Orpheu e Eurydice" - exposição de poemas e desenho 01/01-21/04

A Árvore, entidade organizadora deste evento, mostrou a exposição Orpheu e Eurydice, nos Paços da Cultura de S. João da Madeira, de 21 de Março (inauguração às 21.30 horas) a 21 de Abril de 2007.

Esta exposição é composta por desenhos da autoria de GRAÇA MORAIS e poemas de SOPHIA DE MELLO BREYNER ANDRESEN.


"Tudo aconteceu em 22 de Abril de 1990. Os desenhos que aqui se apresentam foram os primeiros que pintei no ateliê da Costa do Castelo, usando o papel de música em que o Pedro [Caldeira Cabral] trabalha. (...)
Um dia, mostrei-os à Sophia. Disse-me logo tê-los achado lindíssimos. E propôs-me fazermos um livro com os desenhos e poemas. (...)
Sophia considerou, desde o início, os poemas inspiradores e eu fiquei naturalmente entusiasmada com a ideia. E essa foi a melhor oportunidade para reforçar a nossa amizade. Passamos vários serões, em noites sucessivas, a escolher os poemas e a ligá-los aos desenhos. Sophia aproveitou muitos poemas que já tinha e escreveu outros especialmente, mas nunca estava satisfeita com o resultado, por isso reviu e alterou-os incansavelmente, decerto embalada pela inspiração de Orpheu e Eurydice. (...)
A poesia e a música, que eram tudo para Sophia, estão aqui bem presentes – e eu devo ao Pedro o ter-me feito descobrir esse mundo dos sons e dos instrumentos, que procurei transpor para os desenhos, simbolicamente feitos em pauta musical. E foi essa familiaridade com a música e a poesia que reforçou a devoção, não é de mais repetir, que tenho por Sophia. Orpheu e Eurydice acompanharam-nos neste nosso encontro inesquecível que se transformou numa grande amizade..."
in catálogo “Orpheu e Eurydice”, Sophia de Mello Breyner Andresen / Graça Morais, excerto de texto de Graça Morais "História de uma devoção", Ed. Centro Nacional de Cultura, Maio 2006

"No mês em que se assinalam os dias da Mulher (8 de Março) e da Poesia (21 de Março), S. João da Madeira junta poemas e desenhos de duas grandes mulheres: as palavras de Sophia de Mello Breyner Andresen vistas pelo traço de Graça Morais.
Esta exposição marca a quinta edição da campanha “Poesia à Mesa”, iniciativa que a Câmara Municipal promove desde 2003, levando a obra poética de autores da Língua Portuguesa ao encontro das pessoas.
A poesia de Sophia de Mello Breyner Andresen esteve em evidência na segunda edição do evento, no ano da sua morte (2004). Em sua honra, o município sanjoanense instituiu, em colaboração com a Associação Portuguesa de Escritores, o Grande Prémio “Sophia de Mello Breyner Andresen”, que distinguiu António Ramos Rosa e que tem este ano a sua segunda edição.
A exposição “Orpheu e Eurydice”, patente nos Paços da Cultura, constitui mais uma homenagem a uma figura incontornável da cultura portuguesa, que deixou uma obra assinalável na poesia, mas também no conto para crianças, no ensaio e no teatro."
in catálogo da exposição "Orpheu e Eurydice", texto de Castro Almeida, Presidente da Câmara de S. João da Madeira, Ed. Cooperativa Árvore, Março de 2007

Horário de funcionamento dos Paços da Cultura de S. João da Madeira
2ª a sábado das 10h00 às 24h00
Domingos das 14h00 às 24h00