"4ª Bienal Internacional de Gravura do Douro 2007" - Exposição colectiva de obra gráfica 10/08-10/09

A Árvore participou na 4ª Bienal Internacional de Gravura do Douro 2007, de 10 de Agosto a 10 de Setembro de 2007, a convite do Núcleo de Gravura do Grupo Recreativo e Cultural de Alijó, com uma exposição colectiva de obra gráfica no Auditório Municipal de Alijó.

Desta participação, constou um conjunto de vinte peças escolhidas do acervo da Cooperativa, entre gravura, litografia e serigrafia, de vinte artistas (Alberto Péssimo, Albuquerque Mendes, Américo Moura, Ana Maria, Ângelo de Sousa, Carlos dos Reis, Cláudia Amandi, Graça Morais, Henrique Silva, Jorge Pinheiro, José Altino, José Rodrigues, Júlio Resende, Lima de Freitas, Paulo Neves, Rui Aguiar, Rui Pimentel, Sá Nogueira, Saskia Moro, Vieira da Silva), que ao longo dos anos têm colaborado com a Árvore.

(...) Fundada em 1963, a Cooperativa Árvore desde sempre manteve uma grande vontade e capacidade em colaborar com todos os projectos, que no seu entender reforcem e mantenham viva esta, tão difícil quanto nobre função de tentar fazer cultura séria, profunda e verdadeira no nosso país. Mais ainda se sentirá responsável a fazê-lo quando essa colaboração surge no âmbito de uma das suas mais importantes vertentes de actividade, a Obra Gráfica.
As oficinas de Obra Gráfica da Árvore, foram fundadas em final dos anos setenta e princípio dos anos oitenta, convirá aqui referir e honrar o nome do Pintor Henrique Silva que foi o seu principal mentor e entusiasta. Desde então, foram realizadas centenas de edições, inúmeros eventos, entre encontros, conferências, actividades, oficinas de trabalho com importantes artistas enfim um grande número de acontecimentos que julgamos terem tornado a Cooperativa Árvore numa das mais importantes e prestigiadas instituições portuguesas nesta área de actividade artística. Cabe aos que actualmente seguem com a responsabilidade de gerir a Árvore fazer com que estes princípios se mantenham. Sabemos que não estamos sós e o Núcleo de Gravura do Grupo Recreativo e Cultura de Alijó é bem a prova disso mesmo, bem hajam por tanta coragem e perseverança.

José Emídio, Vice-Presidente da Árvore