31º FESTIVAL CULTURAL INTERNACIONAL DE ARZILA 01/08-18/08

A Árvore teve o enorme prazer de ser uma das instituições portuguesas a representar Portugal no 31º FESTIVAL CULTURAL INTERNACIONAL DE ARZILA, de 1 a 18 de Agosto de 2009.

Estiveram presentes na inauguração desta grande manifestação cultural Jaime Gama, Presidente da Assembleia da República; Dr. Luis Amado, Ministro dos Negócios Estrangeiros; João Rosa Lã, Embaixador de Portugal em Rabat; Mohammed Benaïssa, antigo Ministro dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, actual Presidente da Câmara de Arzila; João Gomes Cravinho, Secretário Geral dos Negócios Estrangeiros; Rui Vilar, Presidente da Fundação Calouste Gulbenkian; Paulo Mendo, antigo Ministro da Sáude em Portugal.
Acrescem aos nomes acima referidos as mais distintas individualidades políticas dos países árabes, Embaixador de Espanha, países lusófanos.
 

 

O Festival de Arzila realiza-se desde 1978 sob a iniciativa de Mohammed Benaïssa, Maire de Arzila e Secretário-Geral da Fundação do Fórum de Arzila, entidade organizadora do evento, decorrendo durante o mês Agosto e integrando várias actividades, nomeadamente colóquios, exposições e espectáculos. O evento angariou ao longo dos anos grande prestígio internacional, sendo ponto de encontro assíduo de inúmeras personalidades internacionais do mundo da política, das artes, das letras e da ciência.
Portugal tem participado assiduamente ao longo dos anos neste evento, tanto a nível político, como cultural.

A participação da Árvore integrou-se neste Festival através de:
- uma exposição de pintura na Biblioteca Prince Bandar Bin Sultan, de 1 a 18 de Agosto, constituída por alguns dos nomes mais emblemáticos da arte contemporânea portuguesa – Acácio de Carvalho, Alberto Péssimo, Albuquerque Mendes, Ângelo de Sousa, Carlos dos Reis, Fernando Lanhas, Graça Morais, Jorge Pinheiro, José Emídio, Júlio Pomar, Júlio Resende, Luísa Gonçalves, Nikias Skapinakis, Rogério Ribeiro e Rui Paes;
- um concerto de guitarra portuguesa com o Trio Pedro Caldeira Cabral, que apresentou o espectáculo Guitarristas Lendários no Palais de la Culture no dia 13 de Agosto;
- a execução de uma pintura mural, pintura de painéis em tela e ateliers de pintura pelos artistas plásticos Alberto Péssimo, Carlos dos Reis, José Emídio e Luísa Gonçalves.

 

 

É com grande prazer que Portugal participa no 31º Festival Cultural Internacional de Arzila, de 1 a 18 de Agosto, na qualidade de país convidado de honra.
Não poderíamos encontrar, para essa ocasião, um melhor parceiro para organizar uma exposição de pintura contemporânea que a Árvore – Cooperativa de Actividades Artísticas.
A Cooperativa Árvore é, com efeito, com os seus 46 anos de existência, uma das mais importantes entidades artísticas de Portugal. Projectada e concebida como um espaço de criação artística e um veículo para a sua divulgação, ela procurou sempre promover o diálogo entre as diferentes gerações de artistas, a confrontação de escolas, de correntes e de tendências, assim como a natural convivência entre o artista e o seu público.
A exposição revela uma selecção de pinturas escolhidas de entre as obras dos mais reputados pintores contemporâneos portugueses. Ao contemplar essas obras, o público que visitará a exposição poderá, com um simples olhar, ter uma visão muito completa da expressão artística portuguesa contemporânea, tal é a variedade e a representatividade dos trabalhos minuciosamente escolhidos para ali figurar. [...]
Excerto de texto da autoria do Embaixador em Rabat, João Rosa Lã, in catálogo da exposição, Ed. Árvore, 2009

 

A direcção deste projecto foi da responsabilidade do Eng. Amândio Secca, Presidente da Árvore - Cooperativa de Actividades Artísticas, CRL.
Foi comissária desta mostra a Escultora Luísa Gonçalves. A montagem da mesma foi realizada por Carlos dos Reis, José Emídio e Luísa Gonçalves.
Laura Soutinho foi a responsável pela selecção de obras de arte que constituiram esta exposição.

 


Coube à Arvore a execução de um catálogo com textos de Mohamed Benaïssa, Secretário Geral da Fundação do Forum de Arzila; João Rosa Lã, Embaixador de Portugal em Rabat; Albano Martins; Luísa Dacosta e Paulo Mendo, nosso Sócio de Ouro e que trouxe até nós este projecto.
A coordenação editorial deste catálogo foi da responsabilidade de Manuela de Abreu e Lima. A realização de um testemunho escrito deste tipo de acções é, aliás, uma prática constante.

 

[...] E se todos sabemos que para se manter e desenvolver a chama da cultura e do desenvolvimento é necessária muita gente, grandes equipas e grandes organizações também sabemos que é sempre necessária uma alma, um líder, uma dedicação especial indiscutível.
E felizmente Arzila tem essa alma, tem esse líder.
M. Mohammed Benaïssa, antigo Ministro dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Presidente da Câmara de Arzila, [...] é o grande obreiro do desenvolvimento espectacular da sua Terra, da sua abertura ao Mundo e da criação, à entrada de África, a trinta quilómetros de Tanger, de uma das cidades mais bonitas, mais acolhedoras e mais simpáticas deste Marrocos dos meus sonhos.
Excerto de texto da autoria de Paulo Mendo, in catálogo da exposição, Ed. Árvore, 2009

 

 

[…] A sua sombra, porém, estende-se a todo o país, já que não são apenas seus sócios os artistas do Porto ou do Norte. A sua seiva viva e vivificante é a imaginação. E, como a imaginação não se esgota, antes se renova na experimentação das suas oficinas, esta ÁRVORE, como toda a boa árvore, durará muito para além das nossas vidas.
Excerto de texto da autoria de Luisa Dacosta, in catálogo da exposição, Ed. Árvore, 2009

 

É para a Árvore uma enorme honra a participação neste tipo de iniciativas e sabermos que dignamente podemos colaborar na divulgação do nome dos nossos artistas portugueses, dos quais muito nos orgulhamos.

 


   

31º Festival Cultural Internacional de Arzila
Arzila, Marrocos
Tel.: +212 539 417 065/+212 539 418 395/6
Fax: +212 539 418 092