BIENAL DE ARTE CHAVES'2008 16/06-30/08

A Câmara Municipal de Chaves promoveu mais uma edição da Bienal de Arte, tendo sido organizada pela Cooperativa Árvore. A BIENAL DE ARTE CHAVES'2008 decorreu de 16 de Junho a 30 de Agosto de 2008, com a seguinte programação:

5 Junho
Apresentação à comunicação social da BIENAL DE ARTE CHAVES’2008, às 17h00, na Biblioteca Municipal de Chaves.



16 Junho
- Abertura oficial da BIENAL DE ARTE CHAVES’2008.
- Cerimónia de abertura, às 18h00, na Biblioteca Municipal de Chaves, Largo General Silveira e Centro Cultural de Chaves.
- Concerto com Orquestra do Norte, às 21h30, na Igreja Matriz de Chaves.


16 Junho a 4 Julho
Simpósio de Escultura em Madeira
Os escultores Álvaro de La Vega, Paco Pestana e Paulo Neves, assistidos por Miguel Carvalho e Pedro Neves, executaram ao vivo no Largo General Silveira, diariamente, as suas esculturas.
7 Julho
Colocação das esculturas nos locais previamente escolhidos.
8 Julho
Inauguração oficial das esculturas.


16 Junho a 30 Agosto
Exposição Colectiva de Artes Plásticas de Artistas Flavienses
Sala Multiusos do Centro Cultural de Chaves.


16 Junho a 30 Agosto
Exposição de Artes Plásticas Escola do Porto – Duas Gerações, com obras de Armando Alves, Jorge Pinheiro, José Rodrigues, Júlio Resende.
Biblioteca Municipal de Chaves


27 Junho
Colóquio A Arte e a Cultura como Factor de Desenvolvimento Social e Económico nas Relações Fronteiriças, no Centro Cultural de Chaves, às 21h30.
Intervenções:
• Eng. Belmiro de Azevedo
• Dra. Cristina Azevedo
• Prof. Doutor Mário Vieira de Carvalho

Moderador
Jornalista Dr. Carlos Magno

 

BIENAL DE ARTE CHAVES ‘2008
Este ano acontece a Bienal de Arte de Chaves.
Para responder às expectativas desenvolvem-se, ao longo de quase dois meses, quatro componentes: Simpósio de Escultura na Praça General Silveira; Exposição de Pintura na sala de eventos da Biblioteca Municipal, Exposição de Artistas Flavienses na sala multiusos do Centro Cultural de Chaves; colóquio “A Arte e a Cultura como factores de desenvolvimento nas Regiões de Fronteira”, também na Biblioteca Municipal.
As diversas manifestações artísticas revestem-se de particular importância para a dinamização criativa das cidades.
Chaves tem longa tradição na promoção e desenvolvimento das Artes Plásticas, permitindo o cruzamento de linguagens e expressões, mais ou menos cosmopolitas, com a afirmação de uma identidade própria e especificidade na construção da História.
Esperamos interacção entre artistas e público, numa iniciativa a que desde já auguramos significativo êxito.
Uma palavra de gratidão e estímulo a todos os artistas participantes e aos que, de alguma forma, estejam ligados à Bienal 2008.
Especial reconhecimento à Cooperativa Árvore pela parceria e relevante papel neste acontecimento.
Para todos os flavienses e para quem nos visitar um convite e um desejo: participem e sejam felizes.
Texto da autoria de João Batista, Presidente da Câmara Municipal de Chaves