A SENHORA DO MANTO GRANDE - UM OLHAR CONTEMPORÂNEO 18/09-30/09

Misericórdias abraçam arte contemporânea
Projecto da União das Misericórdias Portuguesas envolveu 19 artistas numa representação contemporânea da identidade das Misericórdias.

A União das Misericórdias Portuguesas (UMP) vai apresentar em Lisboa as 25 telas do projecto “A Senhora do Manto Largo – Um Olhar Contemporâneo”, na sede da Lusitania Seguros, SA (Rua do Prior, 6 Lisboa), de 18 (inauguração às 17h30) a 30 de Setembro de 2014. Na cerimónia de inauguração estarão presentes o Secretário de Estado da Cultura, Jorge Barreto Xavier, e o Secretário de Estado da Segurança Social, Agostinho Branquinho.

A ideia de retomar a arte nas Misericórdias surgiu no âmbito de um inventário promovido pela UMP. Apesar de ser vastíssimo o espólio de património móvel das Santas Casas, a arte contemporânea apresentava números residuais, bastante evidentes de uma gradual diminuição dos investimentos em arte a partir do início do século XX. Foi nesse contexto que UMP e Cooperativa Árvore assinaram um protocolo com vista a retomar uma tradição secular de produção artística nas Misericórdias.
Assim, foram produzidas 25 telas, assinadas por 19 artistas: Acácio de Carvalho, Alberto Péssimo, Albuquerque Mendes, Armando Alves, Artur Moreira, António Gonçalves, Augusto Canedo, Benvindo de Carvalho, Evelina Oliveira, Graça Martins, Horácio Frutuoso, Joana Rêgo, Jaime Silva, José Emídio, José Maia, Luís Melo, Luísa Gonçalves, Mário Bismarck e Vítor Costa.

A ver até ao final do corrente mês.